As características do monitoramento de redes sociais são diferentes dos segmentos de mídia tradicionalmente monitorados no clipping. No post de hoje vamos abordar os passos prévios que devemos levar em conta na hora de monitorar as redes sociais.

 

1. CONHECER O OBJETIVO DO MONITORAMENTO

No clipping tradicional, temos dois tipos de necessidades: monitorar os impactos e as menções à marca, e monitorar o setor de atuação (concorrência, mercado, alterações jurídicas, polêmicas, etc.). Quando decidimos monitorar redes sociais também devemos definir claramente qual é nossa necessidade.

Dê uma olhada nesse roteiro de perguntas que pode auxiliar a definir seus objetivos.

- Queremos conhecer a percepção de nossa marca?

- Controlar as menções negativas?

- Adotar uma estratégia proativa na gestão da atenção do cliente?

- Conhecer as necessidades dos potenciais clientes para personalizar sua oferta?

- Conhecer seus objetivos ajudará a concentrar os esforços e ser mais efetivo nos resultados.

 

2. DETERMINAR ONDE ESTÁ SUA AUDIÊNCIA

Conhecer em quais canais está seu público alvo é fundamental para otimizar o monitoramento. Além disso, servirá para poder analisar onde e como os clientes potenciais estão interagindo, o que permitirá conhecer informações imprescindíveis para poder adaptar e otimizar as ações de comunicação e responder a situações de crises.

 

3. IDENTIFICAR OS AGENTES OU ORGANIZAÇÕES INFLUENTES

Uma vez definido o “target”, devemos identificar as pessoas-chave.

Quem são os influencers em seu nicho de mercado?

Quem são os usuários fidelizados e quais são os que criticam recorrentemente?

 

4. IDENTIFICAR AS PALAVRAS-CHAVE QUE SERÃO MONITORADAS

Pesquisar e entender o conjunto de termos (palavras-chave, hashtags) que serão monitorados é um trabalho prévio básico. Esses termos devem ser continuamente revisados para que se ajustem exatamente a sua busca e também para limitar ao máximo o número de informação não relevante que será capturada.

Esses são os 4 primeiros passos que recomendamos que nossos clientes tomem antes de dar início ao monitoramento. Um bom trabalho prévio é imprescindível para poder recolher informação relevante e ser capas de analisa-la posteriormente. Não sabe como começar? Clique aqui!.